quinta-feira, junho 19, 2014

Amor em SP.

Colocando em dia algumas anotações de guardanapos solitários em cafeterias aconchegantes de São Paulão...agora ouso falar um pouco do amor. Adredito que este poema saiu em meados de 2008. 24 anos. Em São Paulo. Apenas um amigo a confortar. Família no sul do Brasil. Saudade e solidão se redimensionando no dicionário da ilusão. "Desilusão. Desilusão. Danço Eu Dança Você Na Dança da Solidão...

"Aniversário de balões vermelhos e roxos
Vozes de quem se gosta
e se diverte
verdadeiramente
juntos.
Afinal é sábado, 17h da tarde em São Paulo,
Perto da Augusta:
Tantas "coisas interessantes" à fazer...
Um filme do Coutinho em cartaz,
mas perdida entre as ruas que circundam a Paulista
Meus olhos vêem um barulho de balões coloridos no andar de cima.
E os meus ouvidos ouvem os abraços de, quem sabe,  Amigos." 


...QUANDO EU PENSO NO FUTURO NÃO ESQUEÇO DO PASSADO. (Paulinho da Viola)"
PS: https://www.youtube.com/watch?v=w1vWIzW7nXY
Vídeo Maravilhosos...vale ver até o fim.