sexta-feira, agosto 15, 2014

A Dança

A dança para mim...
tão dissonante perscrutar palavras
afinal
tudo é som
e som tem cor
e a dança é quando o masculino se torna passivo
e o nosso masculino age sua violência em beleza e presença
transformando-se em feminino que alegra e dissolve
e o nosso feminino brinca até a exaustão/violência e então o ciclo segue
na eterna dança da humanidade
com todo o seu corpo PERCEBIDO
amado.
cuidado.
ativado...? potencializado?
ou se preferires:
APENAS
VIVO.
Sem desperdícios de tempo de vida.
Apenas o Essencial.

Ae então você ouve soar e suar os tambores
da Alma
dissolve as máscaras mundanas
entrega-se às asas da liberdade
E o corpo,
o Vento,
A Água,
O Fogo e a Terra
Celebram a sua dança
Ancoram os seus pés
Lançam os seus cabelos
Brincam na eternidade dos astros
Nas infâncias das estrelas
Onde a história se faz quando
E quando é o instante que nasce
Do ventre de tudo que chamamos mãe.
Semeados por tudo que entendemos pai.



Nenhum comentário:

Postar um comentário